Conhecer as Plantas

JARDINS DOENÇAS DE PLANTAS JARDINAGEM CURSOS SOBRE PLANTAS ORQUÍDEAS E PLANTAS DE INTERIOR FLORES COMESTÍVEIS E AROMÁTICAS ACUPUNTURA VEGETAL FITOPATOLOGIA
 
InícioRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 A polémica dos preços biológicos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin


Mensagens : 2353
Data de inscrição : 09/03/2009
Idade : 75
Localização : Região do grande Porto

MensagemAssunto: A polémica dos preços biológicos   Sex Mar 19, 2010 2:03 pm

Todos esperamos que um dia os preços dos produtos biológicos se aproximem dos convencionais. E embora a diferença de preço seja muito variável entre estabelecimentos comerciais, se procurar cooperativas, talvez veja os preços bastantes reduzidos.
Mas há factores que encarecem os produtos biológicos. Um deles é o embalamento obrigatório destes produtos.
Outro, são os custos suportados pelo produtor, para a certificação, tendo em conta os custos de deslocação e de análises laboratoriais, pelos técnicos da empresa certificadora.
Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://conhecerasplantas.forumeiros.com
jardineiro



Mensagens : 83
Data de inscrição : 01/12/2009
Localização : Douro litoral

MensagemAssunto: Re: A polémica dos preços biológicos   Seg Maio 10, 2010 6:07 pm

Como eu gostaria de comer só produtos de origem biológica controlada! Mas os preços são bastante mais caros, e depois levanta-se a questão: Para quê comprar batatas e cebolas biológicas, se ao fim e ao cabo, vou comer frango de aviário, carne de vaca e de porco criados a ração, peixe criado em viveiros, etc, etc, etc.?
Claro que é uma ajuda, mas uma ajuda muito pequenina. O ideal seria consumir APENAS produtos biológicos, mas...e as possibilidades financeiras para tal?????
Voltar ao Topo Ir em baixo
joba



Mensagens : 296
Data de inscrição : 01/06/2009
Idade : 52
Localização : ILHA DE S.MIGUEL -AÇORES

MensagemAssunto: Diferenças... ou até não   Ter Maio 11, 2010 11:57 am

A verdade do preço dos produtos biológicos não tem, a meu ver, com o que se produz, mas mais com uma campanha concertada de marketing.
Vou dar um exemplo. Lembram-se há uns anos atrás de que um descafeinado era quase o dobro da "bica" ou do "cimbalino" normal? Hoje o produto está tão enraizado que era um disparate haver diferença de preços... O mercado tenta arranjar sempre maneiras de não baixar os preços de venda.
Na ultima década do milénio passado, tivemos o exemplo com os iogurtes. Do simples iogurte natural e de 2 ou 3 sabores passamos para uma panóplia de yogurtes e sobremesas lácteas que dão para encher uma área consideravel de um hiper. Já nesta década do sec XXI, foi a vez das águas engarrafadas. Se já de si era um negócio super lucrativo ,a água engarrafada é mais cara do que a gasolina... vejam os milhões de lucro que as operadoras conseguiram com as águas com sabores. Tudo ideias que que as nossas avós e mães nos colocavam à mesa. Ou será que é muito dificil fazer iogurtes em casa muito mais saudáveis (lembram-se das yogurteiras?, ainda temos uma ) ou melhor fazer um delicioso sumo com água, rodelas de limão e uma folhas de hortelã ( hum que bom) para matar a sede. Lembro-me quando era míudo que o meu lanche era um pão com 1 triangulo de queijo Zeca/saúde ( julgo que já não existe) mas há um parecido da Vaca que ri...e um sumo feito pela minha mãe com laranja, limão e hortelã....um que saudade.
Esta prosa toda para dizer que é uma questão de perceber bem até onde chegam os tentáculos de gigantes como a Bayer ou a Monsanto, produtoras de 90% dos pesticidas, herbicidas e insecticidas que existem à fase da terra. Sem querer fugir ao assunto recordo só que o Roundrup, um herbicida de largo espectro usado em larga escala nas plantações de todo o mundo, deixa marcas visiveis nas peles de populações inteiras que são borbardeadas com este herbicida, através de aplicações por avionetas sobre os campos principalmente de milho. Bom mas como disse isto é outro assunto bem mais grave que podemos debruçar-nos mas noutro tópico.

Em relação aos produtos biológicos, eu até acredito que os produtos possam vir a ter um preço mais baixo daqui a uns anos, o facto é que acaba por ser também um filão para o mercado, do tipo, queres biológico ? vais pagar mais caro... Reparem que eu disse o mercado , não os agricultores. É que já começam a aparecer sites de venda de produtos biológicos onde o lucro é que interessa e não só o que se vende.

Senão reparem, vou falar-vos de um caso muito especial que muita gente conhece, o KIWI, há cooperativas em Portugal que aconselham os seus associados a deitar fora todo o fruto que tenha menos de 65 gms, porque ...comercialmente não tem valor... desculpe? Tudo começa com acções como estas, de desvalorização do que se produz da eficiência, da perfeição...

Na agricultura biológica a meu ver, os maiores gastos passam a ser com o pessoal, pois é efectivamente necessário mais gente para tratar dos campos, fazer a monda, desroçar o mato nas fruticulas, arar mais vezes e ter mais terreno para produzir o mesmo. Ao preço a que o terreno está é efectivamente um gasto suplementar. Se repararmos no entanto sempre vai poupando nos produtos quimicos.

A duvida está agora em saber se os produtos organicos podem ser considerados biológicos e dou o meu exemplo, se nos meus 2 ha de terreno eu fizer plantação biológica e se à volta do meu terreno, tiver todas as outras quintas a aplicar correctivos no solo, a usar acricidas, pesticidas, insecticidas e herbicidas no solo.
Será que os meus produtos são biológicos? Será que o que é aplicado à volta da minha quinta não vai condicionar o que eu produzo?
É aí que entram as certificações e os tais custos elevados dos produtos biológicos. Fica mais caro . É que no caso das quintas convencionais ninguem controla aparentemente a quantidade de aplicações fitosanitárias ( dos tais herbicidas e insecticidas e etc) a margem de segurança ( para quem não sabe, os dias que decorrem desde a aplicação destes produtos e o tempo em que eles podem ser consumidos pelos humanos e animais,). Recordo que embora seja obrigatório em Portugal e na CE, os aplicadores fito sanitários terem um curso, as lojas continuam a vender ao desbarato qualquer produto quimico. Entrem lá numa loja e peçam roundrup e vejam lá se não vos vendem. Pedem-vos o certificado de aplicador ? Não! Tão simples como isto. O que é grave é termos tantas leis e tão pouca eficiência na sua aplicação.

Desculpem a prosa que já vai longa mas este tópico é-me especial porque há anos que luto por ter uma pequena exploração onde os meus produtos sejam todos biológicos, mas sou um especie de "doidinho" à vista dos meus amigos, tipo um hippie das terras, o meu sogro aplica roundrup nos seus terrenos como se tratasse de estar a dar milho às galinhas. Já lhe disse que um dia os seus netos vão pagar caro o que ele faz, mas ele responde-me sempre da mesma maneira: Se eu não aplicar , as pragas vão comer tudo, o que está no meu e no teu terreno. Será que tem razão?

O futuro o dirá...

Em relação aos preços , penso mesmo que só as cooperativas de produtores e as lojas dedicadas aos produtos biológicos poderão ser o futuro porque, se se renderem aos hipers, estarão a ir à falência rápidamente. Têm que lutar contra o Marketing das grandes multinacionais que continuam a argumentar que com os seus produtos , passou a poder-se alimentar a população Mundial e que com produtos biológicos, sem tratamentos quimicos, meio mundo morreria à fome...

O que é importante é mentalizar as pessoas que aquela ideia de que deixamos de plantar a horta porque é mais barato ir comprar ao hiper, está completamente errada, porque a longo prazo torna-se mais caro, na saúde, nos biliões que se gasta na tentativa de curar a obesidade, as doenças do coração, o colesterol, tudo provocado pela má alimentação, por termos abandonado a chamada dieta mediterranica.
Vejam o paradoxo, fomos nós que a inventamos e agora não a utilizamos. Comprar mais barato produtos horticulas que não sabemos como foram manipulados, que tratamentos levaram, é um cheque mate à nossa saúde. A minha opinião é que deviamos ter um pouco mais de cuidado com o que comemos e com a sua origem.
Mais um exemplo: Importamos Feijão verde de Marrocos durante o nosso inverno. Sabemos o que leva? De que forma cresceu? Que tipo de produtos lhes foram acrescentados para crescer mais depressa? de que forma forma interfere com a nossa saúde? Depois destas interrogações, será que ainda acham que comprar no mercado fica mais barato que plantar nas nossas hortas?
Deixamos de consumir mais frutas e legumes porque por hábito se não temos à mão não consumimos, os excedentes podem facilmente ser moeda de troca com os vizinhos, se eu tenho batatas a mais porque não trocar com quem tenha feijão a mais ? Não é assim tao dificil.
Nos dias de hoje visito muitas vezes a casa de um familiar no Minho e é isso mesmo que eles fazem, trocam ovos por batatas, laranjas por maçãs e outras coisas, isto não é regredir, é sim evoluir, perceber que os recursos são escassos de mais para serem esbanjados. Poderão não o parecer nestes anos de abundância dos hipers cheios de coisas para vender , mas acrreditem que não vai ser sempre assim, as hortas vão no futuro ter um papel importante no orçamento familiar... Palavra de agricultor de trazer por casa..


Última edição por joba em Ter Maio 11, 2010 4:50 pm, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://olugarnuncapensei.blogspot.com
MARIA JOÃO



Mensagens : 791
Data de inscrição : 09/04/2009
Localização : .

MensagemAssunto: Re: A polémica dos preços biológicos   Ter Maio 11, 2010 4:01 pm

Foi a maior extensão de texto que li até hoje sem sofrer a minima baixa de interessse em qualquer uma das linhas escritas.

Quando deixei o apartamento e me mudei para uma casita com mais espaço, um dos conselhos que tive foi fazer a garagem em parte do pedaço de terra viva que havia nas traseiras e ampedrar o resto.
Mas eu gosto de terra, gosto de pisar lama, gosto de calçar botas de borracha. Fiz a garagem na cave, cultivo as flores em vasos na parte da frente que é empedrada e nas varandas e na terra tenho relva e verdes para a cozinha.
Mas se a crise um dia apertar a relva vai ao ar e no seu lugar surgirão couves e feijões.
Hoje semei-se e colhe-se porque é melhor e muitas vezes mais soboroso... mas amanhã poderá vir a ser uma necessidade básica.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Admin
Admin


Mensagens : 2353
Data de inscrição : 09/03/2009
Idade : 75
Localização : Região do grande Porto

MensagemAssunto: Re: A polémica dos preços biológicos   Qua Maio 12, 2010 10:40 am

Joba, gostei do artigo que escreveu. Parabéns!
No entanto, devo acrescentar o seguinte:
Vou utilizar como exemplo a região do Douro Litoral onde vivo. Na agricultura convencional, um lavrador semeia UM saco de batatas e colhe CINQUENTA VEZES MAIS, se o ano for de feição. Na agricultura biológica, porque não são utilizados fertilizantes químicos, a colheita é de UM saco de semente de batata, para SEIS a DEZ VEZES MAIS.
O trabalho é quase mesmo para ambos os casos, ( e mais agravado para a agricultura biológica, pois as infestantes não podem ser combatidas com produtos químicos!), e os resultados são tremendamente diferentes. O lavrador com um saco consegue 50, enquanto o produtor biológico, com um saco consegue 10(na melhor das hipóteses). Claro que isto tem de reflectir-se no preço final do produto . Eu dou cursos de agricultura biológica, defendo este tipo de agricultura, mas ponho as minhas reservas em relação ao seu futuro, no nosso país...
No entanto, é muito louvável, vermos que cada dia há mais pessoas a comprarem este género de produtos, regressando assim às origens, regressando aos métodos utilizados pelos nossos avós.
Aconselho vivamente todas as pessoas que o possam fazer, a esforçarem-se pela prática da agricultura biológica, mesmo que não certificada, e apenas para consumo pessoal.
E sobretudo evitem o recurso a produtos químicos para combate a infestantes, e para adubação do solo...
Arrow
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://conhecerasplantas.forumeiros.com
joba



Mensagens : 296
Data de inscrição : 01/06/2009
Idade : 52
Localização : ILHA DE S.MIGUEL -AÇORES

MensagemAssunto: Re: A polémica dos preços biológicos   Qua Maio 12, 2010 9:26 pm

Caro admin, folgo muito em saber que administra cursos de agricultura biológica, eu costumo ir vendo o que o site da comunidade europeia publica sobre o assunto para poder aprender cada vez mais.
http://ec.europa.eu/agriculture/organic/organic-farming/what-organic_pt
Este é o link para quem quiser poder ler mais sobre o assunto e regulamentação.
O que efectivamente acho e permita-me discordar de si, é que os agricultores poderão produzir menos, mas se deixarem de ter tantos intermediários, podem vender com uma margem de lucro maior e mesmo assim os produtos chegarem mais baratos ao consumidor final, ou seja se em vez de venderam a tal batata a uns vergonhosos 0,05 centimos a uma cadeia de hipers, se calhar conseguem vender directamente a batata mais cara. Pode parecer utópico mas acredito que se consiga.
A nossa vizinha Espanha, tem já muitos Agricultores que vendem directamente os seus produtos via internet.
É uma questão de escolha, de futuro, pode já não ser para a nossa geração mas acredito que vai vingar.
Respondendo ao Jardineiro, vale sempre a pena, até porque hoje em dia já há explorações agricolas que tratam e alimentam os seus animais de uma forma cuidada e só os alimentam com produtos obtidos através da agricultura organica. Espaços maiores para viverem, alimentação cuidada, enfim, pode já escolher o que come. Portanto existe uma série produtos já à sua disposição. Não desista, vale a pena lutar pela nossa saúde.
Em relação ao que a Maria João disse, é certo que durante anos renegamos a terra, deixamos de a plantar, mas acredito que a tal necessidade nos vai levar de novo a calçar as galochas como tão bem diz. Digam lá se uma sopa de legumes feita com duas ou tres folhas de uma qualquer couve plantada no quintal não tem outro sabor...
Neste momento, segundo dados da CE, apenas 0,7% dos terrenos plantados em todo o mundo são através dos métodos biológicos, mas tem vindo a crescer e esse crescimento tem vindo a ser claro, mais significativo na Europa.Sete dos dez países que mais explorações biológicas têm, são Europeus. Valha-nos ao menos isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://olugarnuncapensei.blogspot.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A polémica dos preços biológicos   Hoje à(s) 12:29 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A polémica dos preços biológicos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Zoos e Parques Biológicos em Portugal
» filtro biológico de fundo.porque ele é tão mal visto?
» Ciclagem e outras duvidas
» Acelerando a ciclagem do aquário
» Ativadores biológicos

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecer as Plantas :: AGRICULTURA BIOLÓGICA-
Ir para: