Conhecer as Plantas

JARDINS DOENÇAS DE PLANTAS JARDINAGEM CURSOS SOBRE PLANTAS ORQUÍDEAS E PLANTAS DE INTERIOR FLORES COMESTÍVEIS E AROMÁTICAS ACUPUNTURA VEGETAL FITOPATOLOGIA
 
InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 CHÁ DE HIPERICÃO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
vale

avatar

Mensagens : 399
Data de inscrição : 14/01/2010
Idade : 51
Localização : Maia

MensagemAssunto: CHÁ DE HIPERICÃO   Sex Jul 22, 2011 4:52 pm


Hipericão / Milfurada (Hypericum perforatum L.)



Hipericão / Milfurada
Hypericum perforatum L.

Família: Gutiferáceas (Hipericáceas)

Nomes vulgares: Milfurada, erva-de-são-joão, hipérico, pericão. Brasil: Hepericão.

Habitat e distribuição: Planta herbácea vivaz presente em toda a Europa, excepto Islândia, na Ásia e no Norte de África, terrenos incultos, bosques pouco densos, prados secos, geralmente calcário. Encontra-se nos campos, sebes, prados e margens dos caminhos do continente e Madeira.

Partes utilizadas: Partes aéreas floridas.

Constituintes: Glicósidos, naftodiantronas (hipericina), flavonóides (rutina), óleo volátil ou essencial, resina, taninos e fitosteróis.

Características: Agridoce, fresca, secante.

Propriedades: Adstringente, analgésica, antidepressiva, antivirulenta, anti-inflamatória, sedativa, tónico restaurador para o sistema nervoso.

Usos Etnomédicos e Médicos:
Internamente: Está indicado no tratamento da ansiedade, depressão moderada, problemas de sono em idosos, transtornos neurovegetativos associados ao climatério, enurese, dispepsia e cólicas gastrointestinais. Nevralgias, ciática e dores musculares.
Externamente: O oleato de Hipericão é usado como cicatrizante, em feridas, queimaduras, contusões, eczemas e outras afecções cutâneas.

Principais indicações: Na ansiedade, depressão e agitação. Externamente, em mialgias e queimaduras ligeiras.

Contra-indicações: Gravidez (extractos). é incompatível com alimentos e plantas que contenham tiramina (associação pode produzir elevação da pressão arterial). Interfere com muitos medicamentos por indução enzimática como por exemplo: varfarina, contraceptivos orais, antidepressivos, anti-retrovirais, etc.

Efeitos Secundários e Toxicidade: Doses não terapêuticas devido à hipericina podem produzir fotossensibilização, após exposição às radiações solares, originando eritemas, queimaduras e ulcerações.

Aromaterapia: Óleo obtido por maceração de Hipericão a 30% (oleato), tintura e extracto fluído.
História: Diz-se que a Erva-de-são-joão foi buscar o nome aos Cavaleiros de São João de Jerusalém, que a usavam para tratar as feridas nos campos de batalha das cruzadas. Também se acreditava que expulsava os espíritos malignos e por isso os loucos eram muitas vezes obrigados a beber as suas infusões. Por ser amarela, a planta era associada aos humores “coléricos” e utilizada para a icterícia e para a histeria. Os herbários antigos referem-se ao Androsemo (Hypericum androsaemum) que também pode ser utilizado para tratar fervimentos e inflamações.

Curiosidades: As flores estão abertas apenas um dia e murcham no dia seguinte, adquirindo as pétalas sem viço a cor de ferrugem. Tem uma particularidade interessante: o parênquima das folhas está salpicado de pequenas glândulas de essência, translúcidas, se assemelham a mil pequenos orifícios e às quais se deve o nome de Milfurada,
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
CHÁ DE HIPERICÃO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecer as Plantas :: ERVAS MEDICINAIS-
Ir para: