Conhecer as Plantas

JARDINS DOENÇAS DE PLANTAS JARDINAGEM CURSOS SOBRE PLANTAS ORQUÍDEAS E PLANTAS DE INTERIOR FLORES COMESTÍVEIS E AROMÁTICAS ACUPUNTURA VEGETAL FITOPATOLOGIA
 
InícioRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 PRECAUÇÕES SOBRE A TOXICIDADE DE CERTAS PLANTAS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
vale

avatar

Mensagens : 399
Data de inscrição : 14/01/2010
Idade : 51
Localização : Maia

MensagemAssunto: PRECAUÇÕES SOBRE A TOXICIDADE DE CERTAS PLANTAS   Sex Nov 19, 2010 4:27 pm

Nem todo o consumidor conhece que, teoricamente, qualquer substância pode provocar efeitos secundários, mas as plantas são substancialmente mais seguras e menos propensas a desenvolver efeitos secundários, do que os medicamentos químicos. Em certas situações, como alergias, mulheres grávidas ou crianças muito pequenas são aconselhadas a não tomar, para não desencadear um desses efeitos secundários próprios de alguma planta. Teremos o cuidado de alertar para essa situação.
A maioria das plantas medicinais não são tóxicas nem produzem efeitos indesejados, apenas algumas plantas apresentam contra- indicações relativas, que nos levam a evitar o seu uso nalgumas doenças ou pelo menos, a utilizá-las com precaução.
Quando tiver que usar gengibre, cravinho, feto-macho ou mostarda-negra e pimentão picante, lembre-se de que estas plantas estão contra- indicadas nos casos de gastrite, porque causam irritação na mucosa gástrica.
Se sofre de úlcera gastroduenal, não utilize as seguintes plantas:

Absinto, chá, cravo, feto-macho, gengibre, genciana, milfólio, poejo, mostarda-negra, café e pimentão-picante.

A planta do café é uma das plantas conhecidas e que contém um alcalóide: a cafeína, que gera dependência. Os grãos de café tornam-se tóxicos durante o processo de torrefacção.
Os purgantes estão contra-indicados nas colites, hemorróidas e nas oclusões intestinais.
Se sofre de hipertensão arterial, não utilize o chá, o café, a pimenta, avelãs, alcaçuz e a bolsa-do-pastor, porque estas plantas têm efeito hipertensor.
No periodo menstrual não use aloés, ruibarbo e casca sagrada, para que não sofra de espasmos uterinos dolorosos. Evite igualmente utilizar doses elevadas de alho, que pela sua acção fluidificante do sangue pode aumentar as hemorragias menstruais.
No caso especial da gravidez deve evitar o uso das seguintes plantas:

Absinto/losna, agrião, arruda, artemísia, açafrão e salsa( aumentam o risco de aborto). Evite igualmente o alcaçus (pode, em uso continuado, ocasionar a formação de edema e dar hipertensão). A romanzeira tem um alcalóide que pode afectar o feto. Igualmente todas as plantas tóxicas estão contra-indicadas na gravidez.
Quem sofre de bócio hipotiróideo não deve comer couve e cabeças de nabo de forma continuada por mais de dois meses.
Na natureza também há plantas venenosas, classificadas como tóxicas e que a medicina utiliza no tratamento de certas doenças graves, é o caso da dedaleira para certas doenças cardíacas e outras, as quais são aplicadas em doses correctas e na doença específica, o seu uso serve para aplicações externas e tem de ser usadas com muita prudência, visto os seus princípios activos poderem ser absorvidos pela pele. Fazem parte destas, entre outras, cicuta, o cânhamo, a arnica, erva-moura, o meimendro negro, oestramónio, a éfedra, o castanheiro-da-índia, abriónia e o loendro. O visco-branco, devido à sua toxicidade nas folhas e nas bagas, as preparações feitas à base desta planta( folhas), só deverãp ser usadas por indicação médica. As suas bagas devem ser sempre excluídas, devido à sua máxima toxicidade.
Algumas plantas só se tornam tóxicas se tomadas em doses elevadas, como o açafrão, oconfrei, a erva-andorinha, o absinto/losna e o funcho; outras, somente partes da planta têm efeito tóxico, pelo que convém conhecer bem certas plantas para evitar que por engano venhamos a sofrer intoxicações acidentais, como o lúpulo.
Algumas plantas combinadas com álcool, taninos ou ferro, podem tornar-se tóxicas, como por exemplo, a alteia.
A celidónia-menor está indicada somente para uso externo no tratamento das hemorróidas; nenhuma parte desta planta é recomendada para uso interno, devido à presença de protoanemonina que é extremamente irritante para organismo.
No caso de uma ida ao campo com crianças, se alguma delas mordeu frutos, flores ou folhas venenosas, sem que os pais se apercebessem, leve-a imediatamente ao hospital mais próximo para uma lavagem ao estômago. Se sabe qual a planta que a criança comeu, leve uma amostra para entregar ao médico, para ser identificada. Pode provocar o vómito enquanto se dirige ao hospital. Este procedimento de provocar o vómito não é aconselhado se a criança está inconsciente ou já passaram três ou quatro horas depois de ter ingerido a planta em questão.


Voltar ao Topo Ir em baixo
 
PRECAUÇÕES SOBRE A TOXICIDADE DE CERTAS PLANTAS
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Informações sobre anilhas
» Grande reportagem no "i" sobre desenho científico e Pedro Salgado
» Filme sobre Birdwatching
» 10 Mitos sobre Tartarugas
» Calculo sobre areia

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Conhecer as Plantas :: ERVAS MEDICINAIS-
Ir para: